segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Parte a Parte

Teus beijos,
Teus abraços,
Uma lembrança dolorida
Contorcendo meu coração.
E na confusão
Que se faz aqui dentro,
Perguntas sem respostas
Concisas,
O que tenho.
Eu durmo contigo
Todas as noites
Sem que percebas,
Eu deito ao teu lado
A acariciar teu cabelo
Até tu durmires.
Meu bem,
Se tu soubesses
Que toda noite
Eu ganho asas
Para te encontrar,
Tu saberias
Que estou de partida
Do único modo possível,
Parte a parte.

3 comentários:

Comentar é irresistível...