terça-feira, 24 de abril de 2012

Livreto

Ela me deu uma prova de amor,
Aceitei.
Mas logo ela quis saber...
Estava ou não bom de sal?
Um pedaço de mim te dei,
Outro pedaço, roubastes.
Restaram os punhos.
O meu peito é metade fibra
Metade vibra, com quatro libras de paixão.

Um verso só é um verso solitário.

Um verso desacompanhado pode não ser só.

Um verso único é um verso disputado.

Palavras demais,
Tempo de menos.
Sou,
Primeira pessoa do sigular
Já a do plural, somos.
 São os teus olhos
Que não me deixar ver.
O médico me disse
Que transplante não deu certo.
 Um verso casado já pode ter versinhos.




3 comentários:

  1. Versinhos, que lindo rss adorei

    ResponderExcluir
  2. Teu blog é ótimo!Parabéns!

    Vem conhecer o meu:
    leiakarine.blogspot.com

    ResponderExcluir

Comentar é irresistível...