segunda-feira, 18 de julho de 2011

Prazo de Validade

A palavra dita
Finda
No último suspiro,
A escrita
É eterna
Impressa no papel,
Os sentimentos
Lapidam termos,
Os versos carregam
A própria alma
Do poeta,
Por tempo limitado,
Mas o que mata mesmo
É esta falta de etiqueta
A definir
Qual, por fim,
É o seu prazo de validade.

2 comentários:

  1. a vida lapidada pelas palavras. lindo. adorei.

    beijinhos
    e uma bela semana pra ti

    ResponderExcluir
  2. É Janete, descobri que tudo é datado.

    ResponderExcluir

Comentar é irresistível...